17 outubro, 2008

O TEMPORA, O MORES!

Zelosa e eficiente, a funcionária da portaria liga-me para o gabinete a perguntar se posso receber uma senhora Encarregada de Educação que pretende apresentar uma queixa. Digo que sim, claro que posso receber.
A senhora entra e, feitos os cumprimentos, começa:
- Como eu já disse à sua colega da portaria ...
Interrompo-a e explico, calmamente, que a funcionária da portaria não é minha colega. Não faço é a mínima ideia da expressão que eu tinha no rosto enquanto lhe dava essa explicação.

Sem comentários: