17 outubro, 2008

FENOMENOLOGIA DA INCONSCIÊNCIA

A consciência é sempre consciência de alguma coisa. Quer isto dizer que a consciência é uma coisa vazia, que só existe se tiver algum conteúdo exterior a si mesma.

E no que diz respeito à inconsciência? Contrariamente à consciência, que precisa de coisas exteriores a si mesma para poder existir enquanto consciência, parece que a inconsciência, por definição, será naturalmente o que exclui, anula, toda a realidade que exista fora de si.

Mas será mesmo assim? Eu olho à minha volta e sou levado a crer que a inconsciência se alimenta também do que existe fora de si. Quase tudo o que vejo lá fora é precisamente o conteúdo da inconsciência que existe dentro de muitas pessoas. Ou seja, a inconsciência, tal como a consciência, é também inconsciência de alguma coisa.

Sem comentários: