13 outubro, 2008

ANDRÉ KERTÉSZ

A fotografia de André Kertész é uma das mais desconcertantes que conheço. Não só pelo lado puramente estético mas igualmente pela forma como consegue atribuir um conteúdo conceptual a situações captadas de modo intuitivo. Sendo uma fotografia realista, constrói uma dimensão teatral ou até mesmo onírica, fazendo, desse modo, uma aproximação ao surrealismo e a uma certa visão metafísica da realidade.


















Sem comentários: